Quem somos e o que queremos

Desculpe Aturá-los é um podcast mensal, com um novo episódio no ar todo dia 1, abordando temas relativos a lutas sociais, anarquias e cultura punk. Eventualmente teremos episódios extras no mês com entrevistas especiais.

Buscamos oferecer uma troca de ideias dinâmica sobre práticas anárquicas em sintonia com a conjuntura atual. Em meio às conversas indicaremos leituras, filmes, discos, etc..

Resolvemos fazer esse podcast pra trocar ideias, indicar essas leituras e esperamos que de alguma maneira isso contribua, pra quem estiver escutando, na busca por outras perspectivas sobre os problemas atuais, além de oferecer um referencial anarquista para pensá-los. Mas sem muito rigor, nem pretensões de esgotar nenhum assunto, jamais oferecendo uma verdade fechada.

Como não poderia deixar de ser, a parte cultural também caminha ao lado das questões políticas e sociais, e, em meio aos blocos iremos rodar algumas músicas, em geral provenientes da cultura punk (em português ou espanhol), que dialoguem com os temas expostos.

Esse é um podcast feito para te ajudar a conhecer um pouco mais sobre a vertente libertária do movimento popular e encontrar caminhos para o desenvolvimento do pensamento crítico e da ação direta nesses tempos difíceis que vivemos. Esperamos chegar perto desse objetivo.

Contato

E-mail: desculpeaturalos@riseup.net

Siga-nos nas redes: https://linktr.ee/desculpeaturalos

Por que esse nome?

Desculpe Aturá-los é um nome roubado de um selo de música punk do final dos anos 90 e início do novo milênio, tocado pelo Ariel (Invasores de Cérebros) e que lançou as coletâneas SP Punk Volumes 1 e 2 (96/97); e um Ep dos Invasores de Cérebros (95).

Quem faz

O Juca, vulgo Acácio Augusto, é professor de política do departamento de Relações Internacionais da Unifesp, pensador libertário contemporâneo com pesquisas pelo Nu-Sol (Núcleo de Sociabilidade Libertária/PUCSP), e coordenador do LASInTec (Laboratório de Análise em Segurança Internacional e Tecnologias de Monitoramento – EPPEN/UNIFESP) e ex-baixista das bandas Invasores de Cérebros e Ácratas Punk/HxCx e ex-vocalista da Estado Alterado HxCx.

O Cléxi, vulgo Raphael Sanz, é jornalista, editor do Correio da Cidadania (jornal independente que completou 25 anos), tradutor (Repensar a Anarquia – Carlos Taibo, e História de uma Indocumentada – Ilka Oliva Corado; Editora Monstro dos Mares, 2020), escritor, autor de ‘Cronicavírus in New Brazil: A Gambiarra da Destruição’, professor de espanhol, ex-baixista das bandas A Ferramenta e Pó de Osso, e atual baixista/vocalista da recém formada banda Fiscais de Cu.

Ambos já atuaram em movimentos, associações e espaços sociais, políticos, culturais, de orientação anarquista ou não, e acompanharam de perto muitas mobilizações nos últimos 15 anos ou mais. Além disso, tiveram a partir da juventude, e seguem tendo na medida do possível, contato com o movimento e a cultura punk.

 

Outros projetos

Lasintec: Laboratório de Análise em Segurança Internacional e Tecnologias de Monitoramento (EPPEN/Unifesp)

Correio da Cidadania

 

Futuro? Não necessariamente…

O podcast está em fase de lançamento e, no momento, pretendemos consolidar a entrega de um episódio por mês.

Buscaremos, em breve, financiamento coletivo para que possamos ampliar as atividades do podcast. A ideia é que, no futuro, além do episódio convencional mensal, possamos oferecer pequenos programas, toda semana, de entrevistas com bandas, com movimentos e com interlocutores interessantes como um todo.

Ainda estamos desenvolvendo o projeto dessa ampliação e atualizaremos por aqui quando houver novidades. O que podemos adiantar é que, no médio prazo, pretendemos abrir uma pequena distro de materiais libertários.

 

Posted in General | Comments Off on Quem somos e o que queremos